Resenha literária - A probabilidade estatística do amor a primeira vista - Jennifer E.Smith


Olá leitores do blog, como estão? 


Sinopse: "Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia."




Gênero: Romance, Jovem Adulto | 224 paginas | Editora Galera Record | Classificação 5 estrelinhas, muito fofo
Compre na: Americanas * Amazon * Submarino * Saraiva

Hoje é dia de resenha literária, uma resenha de um livro muito fofo, gostoso, de leitura rápida e cheio de ensinamentos e lições para a vida. Já amaram neh? Então continuem lendo a resenha pois vou contar tudo o que achei do livro. 

Para quem nunca leu esta é uma opção para aquele dia de chuva no qual você quer ler um livro em apenas umas duas horas, ou quando está esperando ser atendida no banco, dentista, medico, restaurante e inúmeros outros lugares, incluindo um aeroporto. Se tiverem a oportunidade de ler em um aeroporto ou dentro de um avião tudo vai ficar ainda melhor, vai ser como se estivesse na historia. 


Tudo começa com Hadley tendo uma discussão com sua mãe sobre viajar para Londres,  na verdade o verdadeiro problema é para onde e quem veria em Londres e não o lugar em si. Depois da separação dos pais Hadley e seu pai ficaram distantes e não somente geograficamente já que ele morava em Londres e ela em Connecticut nos Estados Unidos onde sempre morou. 


Agora seu pai estava prestes a subir no altar com uma mulher diferente, uma que não se parece nada com sua mãe, uma britânica que nem se quer a conhecia e que namorava seu pai a mais de um ano. 

E por um monte de descuido e por ser muito distraída acaba perdendo o voo por apenas 4 minutos e acaba tendo que se encaixar em outro que faça com que chegue a tempo para o casamento de seu pai que aconteceria ao meio dia.


Tudo estava indo de mal a pior, quando decide ir ao banheiro e pede para a mulher ao seu lado guardar o lugar, ela diz que isso é ilegal fazendo com que Hadley se levante e leve tudo com ela isso só para ir ao banheiro, porem acaba derrubando o livro e logo em seguida o casaco fazendo com que um jovem e bonito rapaz se levante de seu lugar de forma cavaleira e a ajuda.

Assim eles se conhecem e acabam conversando antes de pegarem o voo. Logo descobrem que estão no mesmo avião indo para a bela Inglaterra, e se não fosse apenas isso estavam na mesma fileira, a única coisa que os separavam era uma poltrona.


Oliver o rapaz fofo da historia se senta ao lado de Hadley e logo que uma senhora de cabelos brancos aparece, a dona daquela poltrona, mas ao ver os dois jovens juntos deduzem que são um casal e senta ao lado de Oliver, com toda a situação acabam contando sobre seus 52 anos de casada e que estar com quem ama pode fazer 52 minutos 52 horas, é como se o tempo passasse mais devagar quando se esta verdadeiramente apaixonados.

Descobrimos mais sobre cada um deles, passado e um respectivo futuro, é fofo vê-los juntos e como estão apaixonados um pelo outro mesmo não dizendo.

Quando tem que se separarem acabam se beijando, um beijo de despedida, como se não fossem se ver mais.


Hadley encontra seu pai, conhece sua madrasta, é arrumada pelas madrinhas e amigas de Charlote e britânica, e descobre algo sobre Oliver e onde poderia estar, assim corre ao seu encontro e descobre algo intrigante, mas logo depois se desencontram, porem mais para frente se encontram novamente e desta vez para sempre.


O livro é uma delicia de ser lido, te dá vontade de entrar em um avião e viajar para Londres, de viver aquela historia. Nela vemos o quanto uma separação dos pais afeta um filho ou filha, sobre o que é amar, que podemos amar novamente, mas que amar para sempre é muito melhor, perdoar e entender é algo que deve estar no dia a dia, e viver é melhor do que ficar com pensamentos ruins sobre ela. A momentos e momentos e devemos sempre aprender com eles.

É apaixonante ver a trajetória de todos os personagens do livro e como amadurecem e o mais importante, porque o nome do livro é "A probabilidade estatística do amor a primeira vista", e olha só tem muito a ver com Oliver então preste atenção ao ler.

Beijo grande e até a próxima postagem. 


Nenhum comentário