25/04/2017

Resenha literaria: Desventuras em serie - O lago das sanguessugas

Nome: Desventuras em serie - O lago das sanguessugas
Escritor: Lemony Snicket
Nº de paginas: 192
Editora: Cia das letras
Classificação: 5 estrelas *****

Sinopse: "O misterioso autor das Desventuras em Série não só alcançou a lista de best-sellers infanto-juvenis do New York Times, como conseguiu entrar em todas as outras principais referências de vendagem americanas. Com sua estranha franqueza, na contracapa deste livro ele manda um recado a seus possíveis leitores: 'Se você ainda não leu nada sobre os órfãos Baudelaire, é preciso que antes mesmo de começar a primeira frase deste livro fique sabendo o seguinte: Violet, Klaus e Sunny são legais e superinteligentes, mas a vida deles, lamento dizer, está repleta de má sorte e infelicidade. Todas as histórias sobre essas três crianças são uma tristeza e uma verdadeira desgraça, e a que você tem nas mãos talvez seja a pior de todas. Se você não tem estômago para engolir uma história que inclui um furacão, uma invenção para sinalizar pedidos de socorro, sanguessugas famintas, caldo frio de pepinos, um horrendo vilão e uma boneca chamada Perfeita Fortuna, é provável que se desespere ao ler este livro. Continuarei a registrar essas histórias trágicas, pois é o que sei fazer. Cabe a você, no entanto, decidir se verdadeiramente será capaz de suportar esta história de horrores'. Respeitosamente. 
Lemony Snicket."

É o terceiro livro da serie, e neste vemos mais uma triste historia dos irmãos Baudelarie. Já o conhecemos e sabemos que neste livro o final pode ser terrível. Mesmo assim é uma historia, onde conhecemos mais dos três irmãos que juntos buscam ter de volta uma esperança de felicidade. Desta vez eles são levados para a casa da Tia Josephine que fica no alto de um morro.
Logo percebem que o Cond Olaf está por perto, eles descobrem depois de atender a porta e darem de cara com um homem careca, barbudo e com um tapa olho, mas mesmo disfarçado os Baudelarie logo perceberam que eram o malvado Olaf. Porem, Josephine não acreditou nas crianças, alegando que aquele homem era o capitão Sham, como ele estava alegando dizer. 

A tia Josephine era uma mulher interessante, e um pouco assustadora pois tem medo de tudo, acredita que a maçaneta vai explodir e fazer em pedaços, não ligava o fogão com medo do fogo e nem atendia o telefone pensando que poderia explodir. Com isso as crianças comiam comida fria, mas ao menos tinham uma boa cama para dormir. Outra coisa que as crianças não gostavam, era que a tia Josephine era obcecada por livros de gramatica, corrigido as pessoas até na hora errada. 

E então tudo acontece, a casa desmorona, tia Josephine desaparece é contada como morta, as crianças são quase entregues ao conde Olaf, e os Baudelarie desvendam o que a carta de Josephine queria de fato dizer.


É um livro muito empolgante que te leva a ter uma longa aventura e uma grande imaginação, mesmo com tudo acontecendo de ruim, as crianças veem que tem apenas umas as outras e assim podem ser felizes. Mas logo devem ir para a casa de um outro parente, viver uma outra desventura, em outro lugar, tentado ficar o mais longe do conde Olaf, será que vão conseguir? 

Compre na:

Nenhum comentário:

Postar um comentário